MANUAL PORQUINHO DA ÍNDIA

logo nota.jpg

 

MANUAL DE CUIDADOS E CURIOSIDADES  

 

PORQUINHO DA ÍNDIA

 

 

  • Apesar do seu nome comum, o porquinho-da-índia não é suíno, nem tampouco indiano. O nome deve-se ao fato de originalmente provirem das chamadas "Índias Ocidentais" (atual continente americano), onde alguns povos andinos, no período da colonização, os criavam para deles se alimentarem. Atualmente, em alguns países como no Peru, ainda existe essa tradição, sendo um prato típico e apreciado na rica culinária local.

 

  • Os europeus tomaram contato com o animal desde o século XVI, ao atingirem os domínios do Império Inca. O animal era denominado pelos incas como "Cuy", por causa dos gritos curtos que emite. Eram criados para o consumo, sendo parte da alimentação desse povo.

 

  • Ao chegarem à Espanha, os porquinhos-da-índia tornaram-se moda, vindo a espalhar-se por toda a Europa como animais de estimação.

 

  • Porquinhos da Índia são pequenos mamíferos roedores. São sociáveis e vivem em pequenos grupos. Por serem presas na natureza, tem o instinto de fuga ao se sentirem em risco e podem ser um pouco tímidos no inicio, mas ao se acostumarem com o local e com o contato humano são animais muito dóceis, que se adaptam bem ao cativeiro, adoram carinho e interagem muito bem com as pessoas.

 

  • São ótimos animais de estimação, inclusive para apartamentos.

 

  • Tem uma expectativa de vida de 5 a 8 anos.

 

  • Machos adultos medem cerca de 25 cm e pesam em média 1 kg e fêmeas adultas são menores medindo cerca de 20 cm e pesando em média 800g.

 

 

  • Porquinhos da índia adoram dar e receber carinho, ficam no colo e são muito espertos. Aprendem seus nomes e respondem ao serem chamados. São muito ativos e curiosos. Adoram explorar coisas e lugares diferentes.

 

 

 Classificação:

 

• Reino: Animália

• Filo: Chordata

• Classe: Mammalia

• Ordem: Rodentia (Roedores)

• Subordem: Caviomorpha (Porquinhos da Índia e afins)

• Família: Caviidae (Porquinho da Índia)

• Subfamília: Caviinae (Porquinho da Índia silvestre)

• Gênero: Cavia

• Espécie: Cavia aperea tschudii (Porquinho da Índia silvestre) Cavia aperea f. porcellus (Porquinho da Índia doméstico)

 

 

 

Alimentação:

 

·A alimentação ideal para porquinhos da índia é composta de ração enriquecida com vitamina “C” (recomendamos PRESENCE NUTRICOBAIA®), verduras, legumes, frutas e gramíneas (feno/capim/alfafa). Além de água fresca e de boa qualidade à vontade.

 

 

 

A Dieta Ideal para o Porquinho:

 

  •   1 a 2 colheres de sopa de ração por dia por porquinho.

 

  •   Feno à vontade.

 

  •   Água fresca à vontade.

 

  •   Verduras e/ou capim diariamente.

 

  •   Frutas em pequenas quantidades, duas vezes por semana.

 

  •   Alfafa uma vez por semana para adultos ou duas vezes por semana para filhotes e fêmeas gestantes ou amamentando. 

 

  • Porquinhos se alimentam durante todo dia em pequenas quantidades. Isso ocorre porque seu sistema digestivo está preparado para funcionar continuamente. Por isso ficar sem receber alimento durante muitas horas é prejudicial ao porquinho.

 

  •  Sua flora intestinal tem grande capacidade de digerir celulose.

 

  •  Os porquinhos devem receber verduras diariamente e à vontade. Já as frutas devem ser oferecidas em menor quantidade, duas vezes por semana.

 

  •  O açúcar das frutas em excesso causa fermentação e diminui o pH do estômago, atrapalhando a absorção de nutrientes.

 

  •  Porquinhos são muito seletivos. Ofereça grande variedade de alimentos quando ainda são filhotes, inclusive marcas diferentes de ração. Essa é uma forma de garantir que quando forem adultos aceitarão todos os alimentos que já experimentaram. Porquinhos criados recebendo pouca variedade de verduras ou apenas uma marca de ração costuma rejeitar novos alimentos.

 

  • Sempre que oferecer um novo alimento, ofereça separado dos outros, principalmente à filhotes, pois assim, se o porquinho tiver qualquer reação, como diarreia, alergia ou dor abdominal, você irá saber qual alimento causou isso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Saúde:

 

Fique sempre atento aos seguintes sinais:

 

▪Perda de peso
▪Mudança de comportamento
▪Dentes tortos ou quebrados
▪ Secreção nos olhos
▪Salivação excessiva
▪Dificuldade para mastigar
▪Obesidade
▪Sangue na urina
▪Dificuldade para urinar 
▪Ausência de urina
▪Respiração ofegante
 ▪Respira de boca aberta
▪Olhos opacos
▪Espirros / Tosse
▪Secreção nasal
 ▪Dor
▪Perda de equilíbrio
▪Perda de apetite
▪Coceira
▪Falhas na pelagem
▪Ferimentos
▪Pêlos arrepiados
▪Diarreia
▪Ausência de fezes
▪Fezes com formato diferente
▪Mancando
▪Dificuldade de caminhar
▪Inchaço
▪Problemas no parto
▪Sangramentos 
 
 
 Caso o porquinho apresente um ou mais desses sinais é o momento de levá-lo ao veterinário. 

 

üLembre-se que porquinhos são animais considerados presas na natureza e por isso tentam instintivamente esconder ao máximo, sinais de fraqueza ou doença para não atraírem predadores. Por isso muitas vezes o que parece ser apenas um problema simples de saúde, pode ser algo mais grave.

 

  • Por uma questão de ética e para evitar diagnósticos e tratamentos errados, não informaremos possíveis diagnósticos ligados aos sinais acima mencionados e nem tratamentos ou medicamentos indicados.

 

 

VENDAS: 11 9 6445-5758

                  11 9 7576-7930

PÓS VENDAS 11 9 4775-5700

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

SEGUNDA A SEXTA DAS 14:00 as 18:30

SÁBADOS DAS 11:00 AS 14:00

 

Sobre a loja

Criação e venda de roedores, gaiolas, rações e acessórios. Criamos mini-coelhos e coelhos anões desde 2.003, temos hamster sírio, anão russo, gerbil, topolino, camundongos, mercol e porquinhos da índia. Criamos todas as raças de coelhos anões e mini coelhos disponíveis no Brasil.

Pague com
  • PagSeguro
Selos
  • Site Seguro

RANCHO DOS ROEDORES - CNPJ: 24.484.626/0001-89 © Todos os direitos reservados. 2020